A verdade sobre o que sinto por minha família

Eu sinceramente não sinto muita afetividade por minha família (exceto meu irmão caçula). Quando criança eu constantemente apanhava do meu irmão quando meus pais não estavam presentes e desde então tenho certa aversão a ele. Aos 13 anos fiquei a par dos casos de infidelidade da minha mãe, meu pai sofria por isso mas ele insistia em manter o relacionamento por causa dos filhos. Durante minha adolescência minha mãe foi ausente, ela ocupava todo o tempo dela e não sobrava nem uma parcela pra mim, meu pai fazia o que podia pra me aconselhar e passar um tempo comigo, quando completei 17 anos minha mãe começou a se interessar por mim e querer passar mais tempo mãe&filha mas não consigo ver motivo pra isso agora. Quando meus pais se separaram me senti feliz por enfim terminaram as brigas e tristezas, meu pai foi embora e em alguns dias vai casar novamente (agora tenho 22 anos). Fiquei morando com minha mãe que é uma eterna adolescente, vive saltando de um namorado pra outro, esses dias ela escondeu um namorado no quarto dela e me chamou pra ajudar a tira-lo de lá de forma que meus irmãos e seus amigos não o vissem. Por mim ok, pedi que ela na próxima vez fosse ao Motel, pq eu não queria aquilo na minha casa, meus 2 irmãos não fazem isso, eu não faço e ela não fará. Não quero ir no casamento do meu pai, não disse que não concordo com a mulher que ele escolheu pq afinal de contas é a vida dele, mas irei mesmo assim. Acabei me afastando do meu pai por causa da mulher dele que é extremamente ciumenta e desconfiada, fiquei de saco cheio. Meu Namorado adora meus pais, quer chama-los para tudo o que fazemos, e acho normal pq eles são descolados e divertidos. Não gosto de ter minha mãe perto do meu namorado pq ela já deu em cima do meu ex (embora eu tenha fingido que não percebi). Desde criança cuidava dos meus irmãos, principalmente o caçula, procuro resolver os problemas da casa tirando eles da parte ruim, meu pai sempre pedia minha opinião e desabafava comigo, mas agora evito isso, não quero mais saber dos problemas de mais ninguém. É estranho você ser chamada pela sua mãe e encontrar um cara gordo fã de anime escondido atrás da porta do banheiro dela. Fiquei triste pela vida que ela leva, mas é o que ela escolheu e contato que não afete a mim e a meus irmãos ela pode fazer o que quiser. São motivos idiotas e que talvez não justifiquem o que não sinto, não consigo ama-los como deveria.