Sasa2332

Problemas Exagerados De Adolescentes

Então.... vou tentar ser breve, eu já disse isso se não me engano ontem mesmo mas vamos lá, né?Eu sou uma garota e estou gostando de uma garota, minha família nunca aceitaria isso bem, mesmo com toda a movimentação LGBT seria difícil convencer sua família que te ensinou a vida toda a 'Homem E Mulher', certo? eles são bem religiosos e meu tio é pastor, além do pai de meu cunhado também ser um, então fica meio difícil isso, mas eu tenho outros tipos de 'problemas' com essa garota pois a mesma aparenta estar a fim da minha amiga, ela encara a T(minha amiga) toda hora e isso me faz pensar: 'Porque ela não olha pra mim assim?', mas enfim... não quero me prolongar como disse, é apenas um problema de adolescentes e tenho certeza que eu devo fazer isso parecer pior do que realmente é, eu apenas estou passando por um momento ruim, estou passando por algo que nunca havia passado, até porque 'ela' é a primeira garota que eu sinto isso, esse aperto no coração em saber que é provável que ela nunca vá gostar de mim (principalmente porque nunca vamos conversar, eu sou covarde demais para começar uma simples e normal conversa), eu odeio quando fico tremendo, suando e agindo estranho quando percebo a presença dela, seja de longe ou de perto, mesmo que quando a distancia entre nós fica perigosa de termos algum contato de conversa ou outra coisa eu fique ainda mais nervosa... enfim, apenas queria desabafar mesmo.

21 Respostas

Vina

seja mais confiante! enquanto a sua família, eu sei que parece desesperador expor seu EU, mas você precisa se impor, mesmo que seja difícil, pois você é assim, não escolheu ser, apenas involuntariamente seu corpo te faz sentir o que sente, o que é super normal... bem, conversa com sua amiga sobre como se sente (tente confiar em alguém), tente ser amiga da menina e deixe as coisas acontecerem.

Sasa2332

Eu tento, mas eu simplesmente travo quando começo a imaginar que teria de chegar na garota alguma vez e falar: 'Oi', entende? .... agradecida pela ajuda, eu apenas não entendo como poderia falar isso com minha família, eu imagino que se pudesse pelo menos falar isso para minha mãe seria tudo mais fácil, mas tenho vários medos... a T sabe da situação, ela acha que eu to obsessiva pela garota, eu creio que seja apenas desespero pela situação em si que eu me encontro... de qualquer forma, fico grata por tudo!

manuela

E qual seria a exata razão de talvez precisar explicar, revelando sobretudo aos familiares, oh, sobre as suas preferências a quatro paredes?... Não acha que isso pertence exclusivamente sempre à própria pessoa e aos parceiros que ela tenha ou venha a ter?

Sasa2332

Eu vou ser franca, certo Manuela? eu sou muito apegada a minha mãe, eu sou uma 'criança mimada', eu não sei lidar com os meus problemas, entendes? eu não sei nada, eu simplesmente não consigo me imaginar falando com a garota sem ao menos minha mãe saber, e eu tenho vários medos como: 'se eu por algum milagre, conseguir falar com a garota e ela conseguir de alguma forma comunicar meus familiares sobre o nosso contato, como eu ficaria?', além de que minha mãe anda percebendo meu comportamento estranho, ela percebe que eu do nada crio animo para ir a escola(coisa que sempre que eu tinha oportunidade, eu faltava), ela percebe que eu volto para casa mais triste, ela percebe tudo isso porque ela me conhece desde que eu nasci, entendes? (sinceramente desculpe o tamanho do texto, não queria escrever tanto para tão pouco)

manuela

Se não sabe lidar com os seus problemas, está na hora de antes de mais nada amadurecer para depois, apenas depois pensar em outras coisas. E o apego à sua mãe não resolveria o caso com a garota, até porque a sua mãe não se colocaria para falar com a garota no seu nome e nem você mesma pediria algo assim a ela, certo?
Sim, a sua mãe percebe que algo está errado. E na minha modesta opinião, você também. E para consertar isso, somente você pode mudar o fato de dirigir-se à escola com objetivos diversos do primordial.
Você mesma cria o problema e depois alega ficar preocupada com a preocupação da sua mãe... Provado está, não é madura ainda para pensar sequer em relacionamentos. Logo de saída confunde o objetivo de manter-se numa escola com 'socializações'. Pois deveria rever isso e todos, todos esses problemas se sanariam automaticamente assim: libertando-se de 'dramas' com coleguinhas de escola e focando na sua escolaridade, então sem mais dramas consigo mesma e sem mais dramas com a mamãe.
Percebeu que tudo se dá por conta de uma precocidade mal-vinda agora, e de não aceitar os reais objetivos das coisas na sua vida nesse momento?

Sasa2332

Poderia me dizer como vou amadurecer? olha, eu gostaria de dizer-te que eu não queria gostar dela, certo? eu sinceramente sempre tive o pensamento de: 'Vou estudar, depois vou trabalhar, vou ter meu emprego, minha casa, minhas coisas e minha independência' e nunca deu errado até o momento, é confuso e eu acho que não vai adiantar de muito eu ler sempre as mesmas idéias sem uma forma de executá-las.
claro que está tudo errado, se estivesse tudo bem eu não estaria aqui, eu sempre faltava muito porque sempre tive extrema facilidade em aprender as coisas e corria atrás dos trabalhos, então novamente, o meu desenvolvimento escolar nunca foi afetado em momento algum desses meus problemas.
eu crio o problema? eu imagino que não tenha sido eu quem criou os sentimentos que tenho pela garota nem pela minha mãe, eu imagino que isso não tenha sido escolha minha, eu imagino que sinceramente, eu apenas me preocupe com como uma das pessoas mais importantes da minha vida iria reagir a uma coisa realmente séria na minha percepção.
quais seriam esses objetivos? eu tenho apenas 13 anos e me chame de burra se quiser, mas não pude interpretar direito o que você quis dizer nessa última parte.

manuela

Como amadurecer? Especialmente deixando que o Tempo providencie e, sobretudo, sobretudo não se pondo a antecipar coisas na sua vida, mas atendo-se ao 'seu tempo' sem fazer confusões emocionais como por exemplo mera Admiração com talvez 'afeto diferente'.
Não é porque 'gosta' que precisa ter perto, 'namorar', ir para a cama, manter relacionamento e nem nada disso. Ou o coração é tão egoista assim? Quero crer que não.
Quem criou as suas emoções quanto à garota? Eu poderia aqui escrever um livro a respeito, mas... apenas digo cuidado com a internet, com a tv e com mais coisas assim, já que parece que nesse momento andam gerando confusões nessa área da sua vida. Acredite, não existe 'glamour' e nem 'distinção' em optar por ter determinadas preferências a quatro paredes. Isso não faz ninguém 'melhor', mais 'in', 'descoladinho', 'atual' e nem nada disso.
E a 'forma de executar' as coisas certas é executando-as a cada hora e a cada dia, optando por elas enfim.

Agatha C

Devo concordar com a Manuela, Sasa.

Primeiro que és tão nova, então não precisaria estar passando por isso já nessa idade. Seria muito melhor que você focasse em viver uma coisa de cada vez e afogar esse sentimento, até porque aparentemente a garota nem gosta de você... Então você está simplesmente sofrendo a toa e gerando uma problematização de algo que ainda não tem nem forma, além da sua imaginação.

Se afaste de sua coleguinha. Ignore a existência dela. Sente longe e evite olhá-la ou conversar.
Foque nos estudos, no seu lazer, nas coisas que gosta de fazer.
Você é muito nova para se assumir, para cantar alguém, para ter um relacionamento sério. Muito nova.

Sasa2332

(para Manuela)
Ah, que ótimo, esperar e esperar, esperar até que eu por exemplo, o tempo de seu jeito levando minha mãe? sabe, eu agradeço sinceramente por estar tentando ajudar mesmo que do seu jeito, eu apenas esperava algo mais, foi tolo de minha parte imaginar isso.
Olha, eu nunca disse sobre 'namorar, ir para cama ou qualquer coisa', eu apenas imagino que quando gostamos de alguém nós ficamos felizes em manter contato com quem quer que seja, e seja em um relacionamento de conhecidos ou amigos, espero que entendas, já que aparentas ser tão inteligente e mente aberta (não é ironia)
Ah, você imagina que eu esteja gostando dela para parecer descolada? espero que entenda que tudo o que eu mais temo é gostar de alguém porque eu sei que só traz consequências ruins, eu sei que tem várias oportunidades que podem ocorrer que vão apenas me magoar então pra que eu inventaria logo isso para parecer 'descolada'? além de que sinceramente, eu não tenho intenção alguma de chamar a atenção de forma alguma, isso está longe de meus objetivos pessoais.
Imagino que seja extremamente fácil falar isso, sabes? como eu disse antes, eu não passo de uma criança mimada, e você quer que eu saiba como corrigir os pequenos problemas para depois optar pelos maiores?

Sasa2332

(para Aghata)
Sou nova e tenho certeza que minha mente está bem avançada, até demais, pois como você disse: 'Sou tão nova para pensar ou imaginar ter esses problemas' e mesmo assim os tenho, é realmente ruim, não? (ela não é minha colega de sala, ela apenas estuda no mesmo colégio que eu, a única forma que podemos nos falar normalmente seria no horário do intervalo, então fica difícil de qualquer forma.) e eu gostaria que fosse apenas a minha imaginação, porque mesmo que seja, o que eu sinto é real.
Quantas vezes terei de deixar claro que em momento algum isso me atingiu de alguma forma negativa nos estudos? porque não afetou e imagino que nunca afetará, pelo contrário ela apenas me ajudou a faltar menos.
eu pensei que não tivesse idade para 'se assumir' como você mesma disse, eu não quero ficar muito tempo com isso, eu quero acabar com a dramatização logo, eu apenas quero que o medo passe, entendes? (eu nunca falei sobre 'cantar' a garota, podes procurar, e muito menos relacionamentos.) além de que eu imagino que esse 'muito nova' seja uma espécie de desculpa, porque como disse antes, eu creio que não tenha idade para 'isso'.

manuela

''agradeço sinceramente por estar tentando ajudar mesmo que do seu jeito, eu apenas esperava algo mais, foi tolo de minha parte imaginar isso.''
Foi. Foi tolo, sim, com todo respeito. Até porque aqui aliás não é site de 'ajuda', mas meramente de desabafos e de livres comentários facultativos a respeito.
''como eu disse antes, eu não passo de uma criança mimada, e você quer que eu saiba como corrigir os pequenos problemas para depois optar pelos maiores?''
Não, não. Na verdade eu não quero absolutamente nada, fique tranquila.

Sasa2332

Eu entendo, eu comecei a pouco e não sei como isso funciona, mas obrigada novamente, até mesmo por me mostrar como isso é.
me sinto uma idiota agora (não que eu não seja), eu só deveria ter ficado quieta ou algo do tipo.

manuela

Sasa, tudo, tudo pode servir de aprendizado de vida se assim o permitirmos.
Desejo sorte!

manuela

Sasa, por ultimo desejo dizer: você é uma boa garota, escreve muitíssimo bem, é educada, perspicaz, uma excelente moça, enfim. Eu sugeriria que por agora focasse nos estudos apenas, nas suas amiguinhas como companhia saudável, em cuidar de si mesma com carinho, das suas coisinhas no seu quarto, de ler bons livros (os Clássicos são perfeitos para uma jovem inteligente como você), e que deixasse de lado por agora essas questões de se relacionar ou não assim ou assado com colegas de escola. Elas lá podem ser suas amigas, suas coleguinhas, etc., e não mais do que isso por agora penso eu. Sendo ainda muito jovem, é natural que desconheça determinadas nuances a respeito de contatos mais profundos e que envolvam admirações mais especiais. Não, não é hora ainda de pensar nisso, amiguinha. É hora de alegrar-se, de construir o seu futuro, de pensar numa carreira para independência, de ser uma boa filha e uma boa aluna, de ser uma garota enfim exemplar como tem sido. Foque nisso por agora. Se liberte de pensamentos que gerem problemas ainda insoluveis para a mente de uma garota de treze anos, que nesse momento pede desprendimento para coisas saudáveis e bom-senso para pensar no futuro.

Sasa2332

Por isso eu realmente não esperava, mas novamente obrigada, sinceramente.... eu nem sei muito bem o que posso escrever sobre isso, só sei que realmente me ajudou bastante, então Obrigada, eu entendo melhor o que você quer dizer, eu sei que só tentou me dizer que eu posso estar confundindo as coisas e que realmente não é hora de eu me preocupar tanto com algo que provavelmente é passageiro, então me desculpe se eu fui de alguma forma agressiva.... apenas agradeço por isso...

Agatha C

Sasa, não sei se você me entendeu direito. Não estou dizendo que você não tem mentalidade para as coisas, mas sim que eu não quero que você sofra já com coisas que serão certeza no futuro. Se eu pudesse me dar um conselho quando eu tinha sua idade, seria exatamente de não atrair algo para mim que não era importante naquela época.

Espero que eu esteja me fazendo entender. Você vai ter tempo para gostar de garotas, vai ter tempo para namorá-las, para cantá-las (nunca quis dizer que você esteja fazendo isso agora), para ter a dor de cabeça de ser assumir em uma casa religiosa (e com o tempo você vai achar a melhor forma).

Só estou querendo que você preserve a vida mais simples que é quando somos mais jovens. No momento a única coisa que você se deve se preocupar é com estudos, sua futura profissão, ser uma boa filha e se divertir dançando JustDance com suas amigas no final de semana. Pois é só dar uma olhada nos desabafos do site que você vai ver como as pessoas sofrem com o amor. Então, que tal deixar isso mais para frente?

Sasa2332

Eu entendo seus pensamentos, Agatha, o problema é que está tudo bem confuso aqui para mim, entendes? isso é importante mesmo que eu não queira, porque eu não quero.

eu vou ter tempo para gostar de alguém, para namorar se precisar ou cantar esse ser (garoto ou garota) mas o fato é que eu não queria que isso ocorresse, porque eu disse a minha vida toda que relacionamentos só vão servir para me afetar negativamente. (entendo...) é difícil e ruim, mas eu tenho medo do que o tempo pode trazer...

eu sei, e eu sei que quanto mais velha eu for ficando pior tudo vai ser, e por saber disso eu tenho medo de viver o agora porque como você mesma disse, terão consequências no futuro... eu gostei da forma como você tenta ajudar, sério mesmo, sabe? eu imagino que realmente apenas tenha que me preocupar nos estudos, futuro emprego, ser uma filha boa e me divertir fazendo bobagens com alguma amiga (dançar não, obrigada :3), eu dei uma parada de ler os desabafos porque minha cabeça já está ruim, e eu não queria correr o risco de acabar magoando alguém escrevendo algo sem pensar direito como eu fiz respondendo você e a Manuela, entendes? (eu imagino que seja melhor deixar mais para frente, mas e quando chegar 'mais lá para frente', será que eu saberia o que fazer? porque eu sei que o ser humano está mudando a todo momento mas eu sou cabeça dura demais para mudar certas opiniões sobre certos assuntos em específico).

manuela

''quando chegar 'mais lá para frente', será que eu saberia o que fazer?'' Sim, saberia. Há sempre aquela voz interior que fala baixinho com a gente dizendo 'faça' ou dizendo 'não, não faça'. Quando essa serena voz interior opina, a mente já 'julgou' e deu o farol verde para seguir ou o vermelho para parar. ;)

Sasa2332

espero que esteja certa, mas caso não esteja, eu imagino que acharei outra solução de qualquer forma... ^^

Responder