Alguém

Odeio minha vida

Tenho 11 anos, moro com meus pais e minha irmã mais nova.
Minha mãe: Sempre amei ela, sempre confiei nela, eu entedia quando ela me batia, era pra me educar, agora, ainda a amo, mas não como antes, ás vezes sinto que ela me odeia, claro que não acredito em mim, mas está ficando difícil, nem com essa quarentena ela não liga pro que eu sinto, tentei várias vezes demonstrar, mas ela não me ouve, e quando me ouve sinto que o amor não é de verdade. Quando eu sorrio ou rio para ela, sou falsa, eu ainda a amo.
Meu pai:Desde criança, achava ele o melhor pai do mundo, mas um dia isso mudou. Eu era criancinha, estava irritada esse dia, almoçando e sem querer minha comida caiu no chão, então fiquei mais brava, sai para um quarto pisando duro e meu pai me seguiu, eu estava sentada no chão e ele gritou comigo, ele gritou muito alto que eu fique encolhida, até hoje eu lembro disso, me serviu como um trauma de meu pai, ele grita bastante em casa, mas em um tom brincante, eu fico sem graça lembrando daquele momento. Ele também estragou minha felicidade, minha prima e meu primo moravam comigo junto a minha tia, minha prima adolescente era uma das pessoas mais engraçadas da minha vida, sempre pudia desabafar com ela, e meu primo da minha idade e sempre brincávamos, era super preocupado comigo, mas eles não moram atualmente lá, em um dia de visita, ele disse para guardar segredo, disse que meu pai falou pra minha tia para saírem da casa, achava ele uma má influência para mim, meu primo realmente era uma má influência, mas eu nunca na minha vida gostaria de ser influenciada, eu amava quem eu era! Isso mudou minha relação com meus primos.
Prima: Agora como ela atualmente já é uma adulta, só gosta de conversar com minha mãe, de vez enquanto flagro ela com o namorado e não estou á vontade de desabafar com ela.
Meu primo: Ele se tornou mais distante de mim, mas ainda se preocupa comigo, já ouvi uma conversa dele com minha mãe perguntando como estou, sobre minha amizade com o vizinho. Ele agora está muito viciado no free fire, já tentei chamar ele para jogar outro jogo, mas ele sempre estraga a diversão, desisti de continuar na esperança, ele morreu para mim.
Vizinho: Ele é um dos meu amigos mais idiotas do mundo, na verdade, ele é o meu amigo mais idiota do mundo, não sei se ainda o considero como amigo, antes era a pior amizade que tive, ele me traumatizou com peidos, me prendia e peidava na minha cara, agora eu o odeio, não quero nunca mais conversar com ele, ele é muito infantil, melhor amigo da minha irma mais nova, ás vezes quando ele vem brincar aqui mostro que não dou a minima pra ele.
L: Minha melhor amiga que começa com a letra L, foi a melhor amizade que já pude ter, amizade desde o primeiro anos, somos super doidas, mas no 5 ano nos separamos, não tinha o numero dele, o endereço, nada, nem fotos com ela.
A: Minha outra melhor amiga, á conheci no 4 ano e até agora somos BFF, já contei vários segredos para ela, mas... Não os super secretos, não confio nela, por que descobri que ela já contou um segredo meu, mesmo sendo um segredo que não é exatamente verdadeiro, me decepcionou, mas não acabei com nossa amizade por que não teria outra. Ainda tenho contato com ela, e converso com ela diariamente.
C: minha outra melhor amiga, ela é venezuelana, e a conheci no 5 ano, ela mora longe de mim, mesmo ainda podendo conversar por whatsapp, não posso desabafar com ela, por que não sei se ela sabe limpar as mensagens para os pais dela não lerem.
Minha irmã: quando ela nasceu imaginava que seria minha irmã gêmea, mas não foi, eu ainda gostava dela, ela foi tirando a atenção de todos, mas como eu ainda tinha meu primo, acabei me acostumando, ela cresceu um pouco e quando eu chegava perto dela sentia um odor forte, mesmo que não tenha feito cocô ou xixi, ela cresceu mais e atualmente ela tem 6 anos, nessa idade eu já tinha noção de tudo, mas ela age como se tivesse 2, E EU ODEIO ISSO!!! Ela fez eu perder uma das minhas amigas, fica me xingando, me dá língua, pega meus brinquedos e quebra, pega minha coisas e usa, pega minhas comidas e come, FICA O DIA INTEIRO NAQUELA TV E NÃO DEIXA NINGUÉM TOCAR NO CONTROLE, e oque minha mãe faz?? NADA, se eu tivesse fazendo isso eu estaria com o couro quente! E EU AINDA TENTO SER LEGAL COM ELA, (algumas horas atrás eu desisti de ser legal com ela) Me irrito tanto com ela que a senha do meu e-mail é o nome dela e idiota.
Eu: Antes eu amava quem eu era, feliz, corajosa, brincalhona e inteligente, agora eu me odeio, tenho suspeitas de depressão e não falo nada pra ninguém, insegura, introvertida, inteligente mas com essa tristeza não sei com usa-la. Fico o dia inteiro no meu quarto e só saio para tomar banho, comer, fazer as tarefas domésticas que sou obrigada e para pegar o celular da minha mãe quando a A liga.
Netbook: Eu tenho um netbook desde criança, uma das únicas coisas que me faz feliz, mas alguns meses atrás, o carregador parou de funcionar, e eu pensei que tinha pifado, foi o pior mês da minha vida.
Celular: Minha mãe comprou um celular, e depois de meses comprou outro, então eu fiquei com o de antes, foi um dos melhores momentos da minha vida, tive um celular pela primeira vez, cuidei dele como se fosse meu bebê, alguns dias depois meu pai foi tirar satisfação da minha mãe por ter um celular pequeno e velho, e minha mãe deu a ideia de dar meu celular e quando chegou o dia eu chorei quando soube, fiquei meses chorando, meu netbook ainda não tinha chegado pra piorar.
Boneca: Uma boneca que ganhei do meu pai de presente da viagem que ele ficou meses fora do estado, depois de anos, não tive amor por ela, estava com muita raiva, então eu a peguei e rasguei, foi uma das melhores coisas que eu já fiz.
Netflix: Minha família tem uma tv enorme, com netflix, sou muito grata, mas as coisas que quero assistir, não gosto de mostrar para minha mãe, de vez enquanto ela vai ver no meu.
Pensamentos: Eu penso uma coisa e falo outra, com certeza todo mundo já fez isso.
Eu também tenho pensamentos ruins, tipo "tudo isso que está acontecendo é culpa dos meus pais, eles tiveram a escolha de me engravidar, me criar, e ainda estar comigo" e "se a morte não doeria eu me suicidava".
Mentir: Eu minto para me sentir melhor, minto que tenho um peso normal, que sou linda, que tenho a melhor amiga do mundo, que um dia vou namorar alguém que me ama, que a minha irmã vai melhorar, e que tudo vai dar certo... Só estou mentindo para mim mesma. E para manter o equilíbrio vou no quizur, e pesquiso RPG, jogo amor doce, assisto ou leio fanfics e comics.
Cachorro: O maior motivo para eu viver, talvez o único, antes minha mãe tinha uma cachorra, mas por ela fazer cocô pela casa, bagunçar as planta, comer os filhotes, ela a jogou fora, eu amava aquela cachorra e o único jeito que minha mãe fez eu supera-la foi me dando outra, mas ela falou que só vou ter quando tiver 12 anos e como falta 7 meses, eu ainda tenho motivo para viver, vai ser o dia mais feliz da minha vida, meu sonho vai se realizar!! Não ligo que tipo de cachorro é só ligo que vou ter um!

Só tenho uma pergunta: Estou com depressão??

2 Respostas

anonimo2888

A verdade, não está. Só de ler seu texto percebo que é uma menina linda e inteligente. Isso que você está passando mostra que está crescendo e percebendo as coisas que circulam em sua volta. Não pense em se chatear com isso, olha colocando -se no lugar do outro, em relação ao seus pais sei que irá entende-los se fizer isso. No caso de sua irmã ela é a caçula da casa ( na maioria das vezes são os mais defesos) mas não se deixe levar por isso sei que ela te ama e te vê como exemplo ( Por mais chata que seja kkk). Portanto, não fique assim, isso passa é coisa de família e não precisa mentir para você mesma, seja quem você é, se você perceber essas coisinhas que você acha que está mentindo para você mesmo, são somente pura verdades. (Uma dica nunca se permita a achar que não é bonita, que você não tem futuro, pois se for assim, aí você não alcança nada dos seus sonhos)

PaolaBustamante

Pelo que eu li e entendi, você não tem depressão. Não sou profissional e não posso te diagnósticar. Você ainda é uma criança, tem muito que viver e aprender. Porque você não aproveita que está em quarentena e tenta fazer algo divertido para se distrair? Poderia chamar sua irmãzinha e vocês brincarem de casinha, bonecas, existe várias brincadeiras divertidas. Seria legal você criar um vínculo com ela, poder conversar e ensinar tudo o que você sabe. Assim, conforme for crescendo, sua irmãzinha vai se inspirar em você (quem sabe você pode se tornar a melhor amiga dela).

Não diga que você odeia, esse sentimentos e palavras são algo bem forte, e pode prejudicar você e qualquer pessoa ao seu redor, sabia? Você apenas está triste e magoada com eles, isso é normal sentir. Nem sempre estamos 100% felizes e animado, muito menos de bem com todos. Família é complicada mesmo, ao longo dos anos você vai ver e sentir que isso faz parte da vida. Todos nós, seja adultos ou crianças, passamos por momentos assim. Eu sou bem mais velha que você (se as minhas contas estiverem certas, sou 13 anos mais velha que voce), e ainda passo por coisas assim. Não se preocupe e nem se estresse com essas coisas.

Minha dica é: viva sua infância/pré-adolescencia. Não deixe de brincar, de se divertir, de comer doces, assistir desenhos. Enfim, viva sua vida!!!

Uma dia você estará adulta e irá desejar ser criança. Falo serissimo! Ser adolescente é complicado, mas ser adulto é pior. Minha linda, você se preocupa com coisas bobinhas, é claro que agora não parece... Lá no futuro, parecerá.

Sabe, porque você não escreve cartas para seus pais? Poderia escrever contando tudo o que você sente, que precisa da ajuda deles e tudo mais. Não precisa contar seus segredos, apenas deixem que saibam o que sente. Eles te amam, isso é fato. Escreve para eles... Será bom. Seus pais devem estar preocupados com outras coisas da VIDA DE ADULTO que não conseguem enxergar o que você sente e nem percebem como estão tratando sua irmã e você. Tenta escrever para eles.

Ah, não deixe de conversar com suas amiguinhas. Não precisa contar todos os seus segredos, é claro, apenas mantenha a amizade. :)

Seja feliz, garota!!! Você ainda tem muito que fazer na vida, não pense em suicídio! Você precisa ter seu primeiro beijo, primeiro namorado, ler livros, andar de skate, ter um cachorro e qualquer animal de estimação, ir ao parque de diversões e andar nos brinquedos mais altos, viajar de balão, saltar de paraquedas, sair do Brasil, ir no show da sua banda favorita....UFF.... Tantas coisas.... Se você morrer, quem fará isso por você?

Responder